Transição capilar e projeto sem chapinha - Feirinha Chic

Páginas

11 de abril de 2017

Transição capilar e projeto sem chapinha

Eu contei para vocês ano passado (nesse post aqui) sobre meu Projeto Sem Chapinha,que acabou virando um projeto de transição capilar.
Depois de muitos anos fazendo prancha diariamente eu acabei detonando meu cabelo em um grau que nada recuperava e que não ficava bonito nem ao natural nem com escova e chapinha.
transicao capilar feirinha chic
Foi aí que conheci o low poo e resolvi mudar minha relação com meu cabelo.
E me joguei em um processo de transição capilar.

Para quem ainda não sabe,transição capilar é um processo de retorno ao cabelo natural,parando com químicas e/ou alisamentos mecânicos.
É algo gradativo e muitas vezes demorado,mas é mais do que tudo um processo que leva a aceitação do seu cabelo como ele de fato é.

Meu cabelo é um 2a/2b e eu nunca soube como cuidar dele, por isso o caminho mais fácil sempre foi a chapinha.
Só que a danadinha acaba com o cabelo,principalmente quando usada na frequência que eu fazia.

Enfim...No final do ano passado,resolvi cortar meu cabelo para tirar as pontas espigadas e aí começou o problema.
Claro que resolveu a parte das pontas detonadas mas a cabeleireira repicou meu cabelo inteirinho,fez um corte totalmente ao contrário do que eu queria e tornou impossível usá-lo ao natural.
transicao capilar feirinha chic
Anotem aí meninas: Cortar cabelo liso é fácil agora encontrar um cabeleireiro que saiba cortar cabelos ondulados e cacheados é muito difícil.

Resumindo: Não consegui ainda abandonar a chapinha 100%,mas me permito usá-la somente uma vez por semana(no máximo duas quando tenho algum evento,festa,baladinhas...).
Nessas ocasiões uso a chapinha sem culpa e curto meu cabelo lisinho porque não sou radical e para mim temos que ser felizes e capazes de mudar quando nos der na telha.

No dia a dia,para trabalhar,comecei usando o cabelo sempre preso e após 01 mês de cronograma capilar certinho (com bons produtos,rotina e low poo alternando com no poo) meu cabelo já é outro e já consigo usá-lo solto ao natural.
Os fios estão saudáveis,com brilho,frizz e volume sob controle.
Ainda não está perfeito,mas está no caminho do cabelo que eu sempre quis.
Claro que tenho muitos dias de bad hair e nesses dias respiro fundo e penso que tudo isso é para o bem do meu cabelo.

Mas eu também penso que temos que ser felizes, então se quando meu cabelo chegar no comprimento que quero eu ainda não estiver feliz com ele ao natural,volto para chapinha numa boa.
Porque a gente tem que se olhar no espelho e gostar do que vê,simples assim!

Enfim,esse post é mais para dividir com vocês que transição capilar é uma escolha que exige paciência,muita tentativa e erro e claro, coragem.
Porque as pessoas te olham mesmo,comentam mesmo,porque o cabelo fica feio antes de ficar bonito,mas como eu disse é uma escolha que só você sabe se vale a pena fazer.

Eu optei por não mais ser escrava de chapinha,passo longe de químicas alisantes e to super feliz com a minha escolha.
Acabei aprendendo como comprar os melhores produtos entendendo a composição,técnicas de finalização e truques que fazem toda a diferença.

Por fim,estou amando a ideia de ter cabelo ondulado e quando estiver do jeitinho que eu quero vou mostrar para vocês o antes e depois.

Nos próximos posts vou mostrar para vocês meu cronograma capilar e os produtos que estou usando (amando!!) e que estão fazendo diferença no meu cabelo.

Mais alguém no mesmo barco?
Divide com a gente aqui suas dificuldades e conquistas :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por tagarelar comigo!